página principal  contacte-nos  '.HOME_ALT_LANG.'

 
 

Procurar:

por

  Agora pode. Veja mais aqui O seu carrinho está vazio

ver carrinho de compras

 
HomePromoçõesLivrosE-BooksAutoresNovidadesAjudaContactos
 
Sobre o autor
 
   

Guida Maria

 

Nasceu a 23 de Janeiro de 1950.           

Fez a sua formação teatral no Conservatório Nacional e posteriormente, na "American Academy of Dramatic Arts" em Nova Iorque.

A estreia nos palcos ocorreu aos sete anos de idade, na peça "Fogo de Vista", de Ramada Curto.

Seis anos depois, em 1963, teve o seu primeiro sucesso, com a peça "O Milagre de Anne Sullivan", encenada por Luís Sttau Monteiro.

 

A convite de António Macedo, é protagonista de o controverso filme "A Promessa", de Bernardo Santareno,em 1973, com o qual recebe um prémio no Festival de Cartagena, que a leva aos Festivais Internacionais de Cannes, Moscovo, Belgrado e Adelaide, na Austrália.

 

É convidada por Francisco Ribeiro (Ribeirinho), em 1978, a integrar o elenco base do Teatro Nacional D. Maria, onde se manteve até 1998, destacando-se em alguns trabalhos, tais como, "A Casa de Bernarda Alba", "As Bodas de Fígaro", entre muitos outros.

 

No Teatro da Graça, pela mão do colega, encenador e Director Carlos Fernando, interpreta "Slag" de David Hare, seguindo-se "Maria Stuart" de Dacia Maraini, com encenação de Zita Duarte no teatro da Trindade.

 

O autor brasileiro Dias Gomes convida-a, em 1983, a participar na série de sua autoria, "O Bem Amado", um grande sucesso da TV Globo no Brasil.

 

Na televisão protagoniza a série "Cobardias", "Quem Manda Sou Eu" e "A Grande Mentira", a primeira ficção portuguesa sobre os problemas da droga.

 

"A Partilha", de Miguel Falabella, é levada à cena pela sua mão, na Sala Estúdio Amélia Rey Colaço/Robles Monteiro, na Primavera de 1994, depois de descoberta por Helena Isabel, durante uma deslocação ao Rio de Janeiro.

 

Apresenta ao Teatro Nacional um projecto totalmente concebido por si, em 1996: "Shirley Valentine".

 

Ainda em 1966, volta a apresentar um novo projecto, que estreia a 14 de Outubro na mesma sala, "Night Mother", de Marsha Norman, que conta com a participação de Fernanda Montemor.

 

Resolve trabalhar a 'solo' na procura, produção e interpretação de espectáculos fora do Teatro Nacional. Estreia "Os Monólogos da Vagina”, de Eve Ensler, no Teatro Auditório do Casino do Estoril, em 20 de Outubro de 2000.

 

Posteriormente, apresentou também no Teatro Auditório do Casino do Estoril, uma produção sua, "Andy e Melissa" (Love Letters).

 

Leva ao palco do Auditório Camões, em Lisboa, em Março de 2004, a sua produção "ZELDA" baseada na vida e obra da mulher de Scott Fitzgerald.

 

 

Rui Costa Pinto                        

 

Nasceu a 7 de Dezembro de 1960.

Frequentou o Instituto de Ciências Políticas de Paris.
Jornalista, com a Carteira Profissional número 1707.
Desempenhou diversas funções em Órgãos de Comunicação Social escrita e falada:
° Diário e Semanário Económico
° Diário de Notícias
° TDM - Macau
° Semanário ‘O Independente’
° Revista ‘Visão’

 

Publicou

"O 'caso' Universidade Moderna", Dom Quixote, 2004

"Crónicas Modernas", Rui Costa Pinto Edições, 2008

"Os voos 'secretos' CIA – Nos Bastidores da Vergonha", Exclusivo Edições, 2008

 
Edições do autor
 
 

Ordenar Edições por: 

Ordem: 

Tipo:   


  Edições de Guida Maria e Rui Costa Pinto

 


ver detalhes

Guida Maria - Uma Vida
Autor: Guida Maria e Rui Costa Pinto

A mulher e a actriz. Uma vida única, cheia de momentos de glória, mas também de insucessos, sempre marcada pela paixão e rebeldia. É uma das actrizes mais populares de Portugal, que abre mão da sua intimidade, pessoal e profissional, com a mesma coragem de quem decidiu ser independente. No teatro, como na vida.

(...)


Disponível

€10.60 €9.43 comprar

€9.54 €8.49 comprar

Página #1 de 1

Total de edições disponíveis: 1 de 1

 

Nº de registos por página: 

 


 

Todos os preços são em Euros (€) e incluem IVA à taxa em vigor
Copyright @ 2008-2017, RCP Edições - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por PT_webSite