página principal  contacte-nos  '.HOME_ALT_LANG.'

 
 

Procurar:

por

  Agora pode. Veja mais aqui O seu carrinho está vazio

ver carrinho de compras

 
HomePromoçõesLivrosE-BooksAutoresNovidadesAjudaContactos
 
Detalhes
 


+ Enfermeiros + Saúde


Autor: Rui Costa Pinto
ISBN:
978-989-95965-9-7
Edição: Maio/2019
Colecção: MAIS ACTUAL
Editora: Exclusivo Edições

Stock: Disponível
 
Ver mais detalhes:
° Introdução
° Índice
° Sobre o autor

Consulte
Excerto em PDF

 Formato: Livro em papel
 Páginas: 160
 Encadernação: Capa Mole
 Dimensões: 15x23 cm
 Preço: €15.90

comprar

 
 

«Não há viagem sem verdade. Sem compromisso. O autor chama-lhe “Cidadania Activa”. É talvez um dos capítulos mais desafiantes deste livro. Senti ao longo dos últimos anos que Portugal não estava preparado para quem viesse falar verdade no sector da Saúde, mostrar as feridas, duvidar dos diagnósticos e combater as receitas. Foi por isso que pedi aos enfermeiros que não tivessem medo de denunciar o caos nos serviços, a falta de material, a carência de recursos humanos e até o compadrio nas nomeações».

Ana Rita Cavaco

Prefácio

 

 
 
 
 

 

Quintafeira, 17 de Outubro de 1979: um grave acidente de mota.

Um jovem de 18 anos é transportado de ambulância, de urgência, para a Casa de Saúde da Boavista.

Seguese uma longa intervenção cirúrgica de mais de oito horas.

Amigos, enfermeiros, família e médicos não escondem a apreensão, estando plenamente conscientes da gravidade e dos enormes riscos do pósoperatório.

As horas seguintes foram cruciais.

Depois da recomendação de Carlos Lima, Professor Catedrático de Ortopedia da Faculdade de Medicina do Porto, o Enfermeirochefe do 2º andar da clínica privada do Porto chamou de urgência outro Enfermeiro para ficar à cabeceira do doente do quarto número 7.

No dia seguinte, cerca das duas da madrugada, surgiu uma das tão temidas complicações, designadamente a provocada pela perda de sangue durante a cirurgia, a qual resultou posteriormente num choque hipovolémico.

O Enfermeiro, profissional, vigilante, com uma rápida e competente intervenção, salvou a vida do paciente.

Passados 40 anos este é o testemunho público de gratidão e homenagem àquele Enfermeiro, o qual nunca havia conseguido concretizar pelas mais variadas razões.

Desde então continuo a acreditar que sem os Profissionais de Saúde não há Saúde, ou melhor: mais Enfermeiros, mais Saúde.

Hoje, também estão gravadas na minha memória as imagens de jovens e menos jovens enfermeiros a lutar pela dignidade profissional, carreiras e direitos, as quais transmitem renovada confiança no futuro, permitindo uma percepção clara da interiorização da excelência e da aposta na prestação de melhores Cuidados de Saúde.

Em conclusão, e como não poderia deixar de ser, a última palavra é também deles, de cada Enfermeiro, designadamente daqueles que aceitaram dar respostas às questões da minha única e inteira responsabilidade, sem quaisquer limites, os quais nos permitem, a cada um de nós, a todos, perceber ainda melhor o estado da Saúde, em geral, e da Enfermagem, em particular, quer no público, quer no privado.

Com a minha perspectiva, lado a lado com a deles – a exercerem a profissão de norte a sul, nas ilhas da Madeira e dos Açores, sem esquecer aqueles que foram dramaticamente levados, entre outros destinos, a emigrar para o Reino Unido, a Suíça e até para o longínquo Dubai –, certamente será muito mais fácil compreender a situação actual, perceber ainda melhor as aspirações e os anseios dos enfermeiros, bem como alcançar, definitivamente, que sem a participação activa e voluntária dos Profissionais de Saúde nunca será possível avançar com as reformas estruturais, consolidar a melhoria da qualidade dos serviços prestados e estar à altura dos elevados impostos que os cidadãos pagam para ter direito à excelência do Serviço Nacional de Saúde (SNS) que foi criado em 15 de Setembro de 1979.

 


 

 

Prefácio 5

Introdução 11

I Parte – DIGNIDADE 13

1º Capítulo - Mudança em curso

Retrato da classe

2º Capítulo - Reivindicações justas

Dinheiro não é tudo

3º Capítulo - Sindicatos na luta

Estrelas sindicais

4º Capítulo - Liderança forte

Subserviência acabou

Fantasma partidário

Cidadã de corpo inteiro

5º Capítulo - Crowdfunding e limites

Admirável mundo novo

6º Capítulo - Cidadania activa

Escrutínio e denúncia exemplares

Falar verdade

7º Capítulo - Futuro garantido

Erro e negligência

Justiça mais atenta

No caminho certo

II Parte – GRÁFICOS ESTATÍSTICOS 51

III Parte – PALAVRA DE ENFERMEIRO 59

ANA CLÁUDIA

CATARINA BARBOSA

FERNANDO DIAS

FERNANDO FELGUEIRAS

GORETE PIMENTEL

HÉLDER MARQUES

INÊS COLINA

ISABEL MIRANDA

MANUELA MACHADO

MARIA LUÍSA XÍMENES

RAQUEL NEVES

RITA SILVA

SARA LUZ

SÍLVIA NUNES

IV Parte – IMAGENS DA LUTA 151


 

 

Rui Costa Pinto

 

 

Nasceu a 7 de Dezembro de 1960.

Frequentou o Instituto de Ciências Políticas de Paris.

Jornalista – Desempenhou diversas funções em Órgãos de Comunicação Social escrita e falada:

Diário e Semanário Económico;

Diário de Notícias; TDM - Macau;

Semanário ‘O Independente’;

Revista ‘Visão’.

Publicou:

“O ‘caso’ Universidade Moderna”, Dom Quixote, 2004;

“Crónicas Modernas”, RCP Edições, 2008;

“Os voos ‘secretos’ CIA – Nos Bastidores da Vergonha”, Exclusivo Edições, 2008;

"Guida Maria – Uma vida", Exclusivo Edições, 2009

"José Sócrates - O homem e o líder", Exclusivo Edições, 2010

 

 


 
 
Todos os preços são em Euros (€) e incluem IVA à taxa em vigor
Copyright @ 2008-2019, RCP Edições - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por PT_webSite