página principal  contacte-nos  '.HOME_ALT_LANG.'

 
 

Procurar:

por

  Agora pode. Veja mais aqui O seu carrinho está vazio

ver carrinho de compras

 
HomePromoçõesLivrosE-BooksAutoresNovidadesAjudaContactos
 
Detalhes
 


Angola e Dinheiro (4 ed. actual.)


Autor: Rui Verde
ISBN:
978-989-8325-38-9
Edição: Setembro/2016
Colecção: MAIS ACTUAL
Editora: RCP Edições

Stock: Disponível
 
Ver mais detalhes:
° Introdução
° Índice
° Sobre o autor
 Formato: Livro em papel
 Páginas: 180
 Encadernação: Capa Mole
 Dimensões: 13,5 x 21cm
 Preço: €13.99

comprar

 
 

A súbita diminuição da receita do petróleo revelou a deca­dência do regime, acelerando o lançamento de ligações opa­cas com Portugal, bem como a criação de uma nova casta de avençados, entre os quais Paulo Portas.

EFACEC, BES, BCP, BPI e GALP são cinco exemplos de empresas com avultados investimentos angolanos problemá­ticos, à luz da lei portuguesa e internacional, alguns dos quais já estão na mira da União Europeia.

No momento em que a transição do regime mobiliza uma nova geração de angolanos, este livro analisa os fundamentos e os movimentos financeiros dos políticos multimilionários angolanos, as suas relações com Portugal e os perigos que re­presentam para ambas as economias.

Como enriqueceram os políticos angolanos, os seus circuitos financeiros e a degradação do regime são descritos e analisa­dos, considerando também a conivência das instituições e da classe política portuguesa.

 
 

Do mesmo autor:
- Angola e Futuro
- ver todos

Da mesma colecção:
- A Sede
- Angola e Futuro
- ver todos

 
 

Prólogo

4.ª edição (actualizada)


O dinheiro fez a Angola de hoje e o dinheiro está a desfazê-la.

Angola está no ponto maduro para sofrer transformações intensas na sua política e na sua economia.

O sentimento geral é que se chegou a uma situação pré-revolucionária. Um alto quadro angolano confidenciava recentemente que em Angola todos querem que o regime caia, apenas desejam mais um pouco de tempo para antes poderem ficar milionários…

O actual regime já nem cuida dos seus quadros e apoiantes. Um alto funcionário que auferia 10 mil dólares por mês, agora aufere apenas 3 mil dólares. Seguindo o modelo chinês de assegurar prosperidade em troca do domínio de um partido, tal descida do valor dos ordenados dos altos funcionários é catastrófica e corresponde a uma denúncia do “contrato social” entre a população e o regime angolano. E é quando os apparatchiks do poder sentem na pele as dificuldades que este descobre que é o tradicional “gigante de pés de barro”.

Simultaneamente, a chamada sociedade civil, engrossada por milhares de recém-licenciados, politicamente conscientes, começa a movimentar-se e a não querer viver com um regime que tortura, mata e lança os cães às suas mulheres e mães. (...)


 

 

Prólogo da 4.ª edição actualizada 9


Nota do Autor 39


Parte I - Dinheiro de Angola 43

Enriquecimento das elites: business plan 45

Fluxos financeiros 61

Novos empresários 67


Parte II - Poder em Angola 79

Por que Angola não está rica? 81

Um exemplo: Arkady Gaydamak 89

Enganos, democracia e liberdade 95

Ambiguidades e política externa 113

Dois caminhos possíveis ou o abismo 123


Parte III - Universidade Independente em Angola 127

Primeira viagem 129

Ministro e o “grupo angolano” 135

Dinheiro triangulado 137

Apropriação de bens públicos 143

Epílogo trágico 149

Acção afirmativa: os alunos da Universidade Independente

de Lisboa em Angola 155


BIBLIOGRAFIA 159

ÍNDICE ONOMÁSTICO 161

ANEXOS 165


 

 

Rui Verde

 

Rui Verde nasceu em 1966. É doutorado em Direito (Ph.D.) pela Universidade de Newcastle, Inglaterra, onde deu aulas.

Durante muitos anos foi professor de Direito e dirigente de universidades em Portugal, Angola e Brasil. Escreveu vários livros sobre filosofia do direito, emergência do poder judicial, Angola e assuntos político-judiciais. Em Angola, foi um dos fundadores da Universidade Independente, de que foi formalmente vice-Presidente entre 2004-2006.

Consultor Jurídico do MakaAngola, entidade angolana de defesa dos direitos humanos, democracia e contra a corrupção dirigida por Rafael Marques.

Exerce actividade académica em Inglaterra, e faz parte do grupo de trabalho fechado conjunto promovido pela Universidade de Oxford e da LSE que estuda as novas orientações da investigação científica referentes à política em África.

Comentador de assuntos africanos para a Deutsche Welle.

Consultor internacional trabalhando com instituições norte-americanas e britânicas.

Tem vários livros publicados, entre os quais se destacam:

“O Processo 95 385. Como Sócrates e o Poder Político destruíram uma universidade”, Leya, 2011.

“Helicópteros com Dinheiro. Sair do Euro, da Crise e Mudar o Estado” Chiado Editora, 2012.

“Angola e Dinheiro” RCP Edições, 2013 (4 edições).

“Os Juízes: O Novo Poder”, RCP Edições,2015

“Os Três Magníficos. Sócrates, Lula e José Eduardo dos Santos. Vidas e Negócios Paralelos” RCP Edições,2016.


 
 
Todos os preços são em Euros (€) e incluem IVA à taxa em vigor
Copyright @ 2008-2018, RCP Edições - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por PT_webSite